O Que É SEO (Search Engine Optimization)

o que é seo

Partilhe este Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Quem nunca parou para entender o que é SEO? Parece ser uma das ferramentas mais utilizadas na internet, mas o que é na realidade? Vamos explicar tudo neste artigo!

SEO vem do inglês “Search Engine Optimisation” e significa “otimização de motores de pesquisa”.

Em termos simples, significa o processo de melhorar seu site para aumentar sua visibilidade para pesquisas relevantes.

Quanto melhor a visibilidade de suas páginas nos resultados de pesquisa, maior a probabilidade de você chamar a atenção e atrair clientes existentes e em potencial para sua empresa.

 

O Que é SEO?

SEO é a arte e a ciência de persuadir mecanismos de pesquisa como Google, Bing e Yahoo a recomendar seu conteúdo aos usuários como a melhor solução para seus problemas.

Se quiser que os mecanismos de pesquisa ofereçam seu conteúdo nos resultados, você precisa fazer três coisas:

  1. Certifique-se de que esses mecanismos de pesquisa entendam quem você é e o que você oferece.
  2. Convença-os de que você é a opção mais confiável para seus usuários.
  3. Torne seu conteúdo num material de fácil divulgação.

 

O quão alto nas classificações e com que frequência você aparece é baseado no mérito. Os mecanismos de busca mostrarão os resultados que consideram mais adequados para seus usuários.

 

Por que o SEO é tão importante?

O tráfego gerado pelo SEO é, como o nome indica, orgânico. Isto significa que não é pago. Pelo menos não diretamente através de anúncios.

Quando as pessoas clicam num resultado de pesquisa e visitam o seu website, você não paga nada ao motor de pesquisa.

Este detalhe define a grande vantagem do SEO e o principal motivo pelo qual você o deve utilizar.

 

Como funciona o SEO?

O objetivo fundamental dos motores de busca é satisfazer seus utilizadores. Eles desejam fornecer os melhores resultados quando um utilizador pesquisa algo. Quando alguém usa um mecanismo de pesquisa, como Google, Bing ou Yahoo, está a procurar a solução para um problema ou a resposta para uma pergunta. Os mecanismos de pesquisa desejam fornecer a resposta ou solução mais útil, relevante e confiável.

De forma a encontrar conteúdo, os motores de pesquisa como o Google e o Bing utilizam bots para rastrear páginas na web, indo de um site para outro, colectando informações sobre essas páginas e colocando-as em um índice. Em seguida, os algoritmos analisam as páginas do índice, levando em consideração centenas de fatores ou sinais de classificação, para determinar a ordem em que as páginas devem aparecer nos resultados da pesquisa para uma determinada consulta.

Os fatores de classificação de pesquisa são variados e estão em constante mudança. Por exemplo, a qualidade do conteúdo e a pesquisa de palavras-chave são fatores-chave para a otimização do conteúdo, e a capacidade de rastreamento e a compatibilidade com dispositivos móveis são fatores importantes da arquitetura do site. Para além destes fatores, existem centenas de outros que fazem diferença na classificação de cada página.

Os algoritmos de pesquisa são projetados para exibir páginas relevantes e de websites com autoridade e fornecer aos utilizadores uma experiência de pesquisa eficiente. Otimizar o seu website e conteúdo com esses fatores em mente pode ajudar as suas páginas a ter uma classificação mais elevada nos resultados de pesquisa.

 

Google vs Outros motores de pesquisa

O Google domina as pesquisas na maioria dos países do mundo, quase ao ponto de ser um monopólio, principalmente em inglês. Em inglês, no mundo todo, 88% das pesquisas no desktop são feitas no Google. No smartphone, esse número é impressionante: 96%. O Bing e o Yahoo combinados respondem a 1,5% das pesquisas em smartphones e 8% das pesquisas no desktop. Isto torna o Google amplamente dominante. E, de longe, o mecanismo de pesquisa mais importante em que você deve se concentrar.

 

Quota de pesquisas em desktop em todo o mundo
Quota de pesquisas em desktop em todo o mundo

 

Quota de pesquisas em smartphone em todo o mundo
Quota de pesquisas em smartphone em todo o mundo

 

Portanto, como uma empresa com um site, a sua confiança no Google é praticamente garantida. Um ótimo SEO não é uma opção. É uma necessidade.

 

Como funciona o Google?

Agora que já entendemos a importância do Google, é importante entender como ele funciona.

O Google mantém referências a cada página (e às informações que ela contém) e, então, quando alguém pede informações específicas, o Google pode indicar o conteúdo que melhor fornece a resposta ou solução.

É muito útil abordar o SEO da perspectiva de que você está fornecendo soluções para os usuários do Google e pedindo que ele recomende sua solução.

Os três pilares principais avaliados pelo Google podem resumir-se a:

  1. Relevância – o Google busca encontrar a melhor resposta para a pergunta que interpretou. Isso é relevância em poucas palavras.
  2. Confiabilidade – o Google deseja direcionar os seus utilizadores ao conteúdo de uma fonte que ele tem certeza de que irá satisfazer seu utilizador – uma marca confiável ou pessoa de confiança.
  3. Consumível – o Google quer direcionar os seus utilizadores ao tipo de conteúdo com o qual eles desejam se engajar, num formato que possam consumir.

 

Combinando a intenção do utilizador com o conteúdo realmente útil

Aqui estão duas coisas que o Google precisa combinar. De um lado, a intenção do utilizador: quando alguém pesquisa no Google, está a expressar um problema para o qual precisa de uma solução. Mas muitas vezes eles expressam esse problema de forma incompleta ou ambígua. O Google tenta entender o que eles significam. Qual é a sua intenção? Qual é o problema específico que eles estão a tentar resolver? O Google precisa entender a pergunta ou a intenção.

Por outro lado, qual é o melhor conteúdo para satisfazer o utilizador, de acordo com sua intenção? O Google precisa entender as soluções disponíveis. É disso que se trata o SEO. SEO é o seu meio de apresentar o seu conteúdo ao Google de forma a que ele tenha a certeza de que sua solução é a mais útil, a mais confiável e a mais adequada para o usuário. Resumindo, convença o Google a recomendar sua resposta ou solução.

 

Fatores de qualidade ao olhos do Google

O Google está constantemente a desenvolver o algoritmo de classificação das páginas existentes na internet. Embora seja altamente complexo e nem sempre tão claro quando gostaríamos, é possível enumerar alguns dos fatores mais importantes.

 

Intenção da pesquisa

Se o Google deve recomendar um determinado conteúdo como solução, esse conteúdo deve ter valor benéfico para o usuário na busca de uma solução para seu problema. O conteúdo deve ser centrado e focado no usuário.

 

Sinais de credibilidade (conhecidos como E-A-T)

O Google usa a sigla E-A-T – Expertise, Authoritativeness e Trustworthiness – que também pode ser expressa globalmente como credibilidade. Eles julgam a credibilidade ou E-A-T em três níveis – a página, o autor e o site. Além disso, eles procuram ver se o conteúdo é confiável no contexto da solução que pretende fornecer.

E-A-T é incrivelmente essencial para o Google; nas diretrizes, eles usam as palavras especialista, autoridade e confiança (ou variantes) mais de 200 vezes.

Vejamos rapidamente cada componente do E-A-T.

  • Experiência – as informações são precisas? Este escritor ou marca deve escrever sobre este tópico?
  • Autoridade – o autor é muito respeitado na sua área? A marca é amplamente reconhecida na indústria? O conteúdo é referido em outro lugar na web por outros sites, marcas e pessoas autorizadas?
  • Confiabilidade – a marca e o redator têm boa reputação e o conteúdo é confiável?

 

Qualidade do conteúdo, página e site

O Google deseja enviar os seus utilizadores a sites que proporcionem uma ótima experiência do utilizador (UX). É avaliada a quantidade e a qualidade do conteúdo, a facilidade de uso do design e a navegação do site.

É penalizado conteúdo de baixa qualidade, sem credibilidade ou que é totalmente enganoso. O Google pretende excluir este tipo de conteúdo, uma vez que não oferece uma boa experiência de usuário para seus utilizadores.

 

Fatores de classificação do Google

O Google analisa milhares de fatores de classificação. Neste artigo, vamos enumerar os que são considerados ser os mais importantes.

Podemos dividir os fatores em duas áreas:

  1. Otimização de motores de pesquisa na página – On-page SEO
  2. Otimização de motores de pesquisa fora da página – Off-page SEO

 

Otimização de motores de pesquisa na página – On-page SEO

Como o nome indica, os sinais na página são aqueles que o Google encontra na página do seu site. Eles são os aspectos que você controla diretamente e, portanto, os mais fáceis de acertar.

 

Otimização técnica do mecanismo de pesquisa

  • Velocidade – as pessoas não gostam de esperar, então o Google quer direcionar seus utilizadores a uma página que carregue rápido. Certifique-se de que todo o seu conteúdo carregue rapidamente, mesmo em uma conexão lenta com a Internet.
  • Otimização para dispositivos móveis – O conteúdo precisa ter uma ótima aparência e fornecer uma boa experiência do usuário em dispositivos móveis. O índice do Google agora prioriza os dispositivos móveis, portanto, a usabilidade em dispositivos móveis é uma grande influência nas classificações.
  • Qualidade do código – o Google precisa de um código limpo e claro para poder digerir e entender o seu conteúdo de maneira eficiente e eficaz. Até o momento, o Google pode “entender” algumas linguagens de programação melhor do que outras (ou seja, HTML sobre JavaScript); no entanto, isso não significa que você não deve usar o último em seu site. Significa apenas que você precisa garantir que o Google possa aceder ao seu conteúdo com eficiência em todos os casos.
  • Segurança – um site seguro é um site confiável.
  • Marcação do schema.org – Simplificando, a marcação do schema.org explica seu conteúdo para o Google em um formato que pode ser digerido e entendido facilmente. A marcação Schema.org é uma GRANDE ajuda para o Google e também pode ser inestimável para ajudá-lo a se classificar no topo das SERPs quando estas incluem um Snippet em Destaque ou uma Resposta Rápida.

 

Otimização de conteúdo para SEO

  • Títulos – o meta título e o cabeçalho da página são sinais muito importantes para o Google.
  • Cópia do conteúdo – Como vimos anteriormente na seção sobre avaliadores de qualidade, o Google está procurando conteúdo de qualidade, preciso e confiável que atenda a um propósito real e traga benefícios para o usuário (conteúdo que tenha um propósito benéfico). E, no contexto da consulta de pesquisa do usuário, conteúdo que responde à pergunta ou resolve o problema que o usuário expressou ao Google.
  • Conteúdo rico – conforme a web se torna mais multimídia, as pessoas esperam um conteúdo mais rico, e o Google deseja fornecer isso a elas. Portanto, o Google está procurando mais do que apenas resmas de texto. O Google deseja ver imagens, som e vídeo para melhorar a interação do usuário com o conteúdo.
  • Vinculação interna – precisa ser clara, lógica e simples. O Google depende de links internos para identificar qual conteúdo de seu site é mais importante e também de links internos para encontrar todas as páginas de seu site.
  • Atualidade – atualizações regulares de seu conteúdo indicam ao Google que você está fornecendo informações atualizadas. Mais uma vez, deseja satisfazer seus usuários com informações relevantes e precisas.
  • Links externos – o Google os usa para verificar se suas informações são precisas e também para confirmar a credibilidade do autor e do site. Apesar do que você pode ouvir, links externos (para fontes confiáveis ​​e relevantes, é claro) são um sinal positivo para o Google.

 

Otimização de motores de pesquisa fora da página – Off-page SEO

Fatores de SEO fora da página incluem os sinais enviados ao Google não por quaisquer alterações feitas no código ou conteúdo do seu site, mas em sites de terceiros É por isso que essa categoria de fatores inclui principalmente links ou menções de suas páginas em sites de outras pessoas ou perfis de media social.

 

Inbound links

Este é o maior fator fora da página – links para seu conteúdo de sites relevantes e autorizados são um sinal muito forte para o Google de que o conteúdo é popular e valioso. Podemos considerar links como “votos” – as pessoas se conectam a conteúdo de seus sites ou contas de media social porque apreciam isso. Mais links = mais “amor”. E se você pensar na parte sobre E-A-T, os links indicam que este conteúdo, este site e este autor são fontes confiáveis ​​e autorizadas de informação. É por isso que construir um perfil de backlink confiável é um dos pilares do Search Engine Optimization.

  • Autoridade de link – ganhar links de sites altamente autorizados é mais valioso do que ganhar links em sites com uma pontuação de autoridade inferior.
  • Relevância do link – o Google prefere links de sites relevantes – geralmente no mesmo setor, ou sites de notícias ou sites de avaliação que cobrem vários setores de maneira confiável.
  • Relevância da página – o Google analisa o conteúdo em torno do link e avalia o quão relevante esse conteúdo é para o seu conteúdo. Links de conteúdo altamente relevante enviam um sinal mais forte.
  • Texto âncora – o texto âncora relevante (o texto em que as pessoas clicam para visitar o link) é um sinal importante porque ajuda o Google a entender melhor o contexto de cada link.

 

Sinais sociais

Compartilhar em plataformas sociais e o buzz social geral em torno de seu conteúdo é um sinal para o Google de que o conteúdo é útil e apreciado. E ao recomendar conteúdo como solução para seu usuário, útil e apreciado estão no topo da lista de prioridades.

 

Menções de marca não vinculadas

Uma menção à sua marca é um sinal para o Google, mesmo sem um link. O Google entende que alguém está falando sobre você quando usa sua marca. Obviamente, você está procurando menções com sentimento positivo em um contexto relevante.

 

Marketing de influência

Quando influenciadores em sua indústria falam sobre sua marca e citam seu conteúdo, eles estão essencialmente garantindo a você. Essa aprovação por pares de um especialista confiável e autorizado ajudará a melhorar a credibilidade de sua marca, seu autor e seu conteúdo aos olhos do Google. Mais uma vez, estamos em busca de relevância – aprovação de uma figura autorizada em sua indústria.

 

Sinais de confiança

Os sinais de confiança indicam ao Google que sua marca, seus produtos e seu conteúdo são apreciados por seus usuários / clientes. Sinais de confiança são coisas como análises de produtos e serviços, menções positivas em fóruns, comentários em suas postagens de blog, etc. Em suma, qualquer atividade positiva de seus usuários em torno de seus produtos, marca ou conteúdo.

 

Quão rápido o SEO funciona?

A otimização de mecanismos de pesquisa é uma estratégia de longo prazo. Como vimos anteriormente, o SEO tem três pilares principais – técnico, conteúdo e backlinks. Para que sua estratégia dê frutos, todos os três precisam ser sólidos, e isso não acontece da noite para o dia.

Alguns de seus esforços serão recompensados em curto prazo, após serem implementados. Alterar meta títulos, cabeçalhos ou melhorar o conteúdo em algumas páginas são exemplos típicos.

Outros esforços, como a implementação da marcação do Schema.org em várias páginas, a criação de um volume substancial de conteúdo informativo, a construção de links ou a atração de avaliações positivas, levam tempo e serão recompensados em longo prazo.

Nada revolucionará o desempenho de sua estratégia de SEO. Todos os elementos que descrevi acima funcionam juntos, e é a combinação de todos os sinais que o Google lê que fará a agulha se mover para você.

 

Quais são os elementos mais importantes de uma estratégia de SEO?

Para que sua estratégia de SEO seja bem-sucedida, você deve acionar o máximo possível dos sinais que o Google está procurando. Uma maneira útil de ver como todas essas ações individuais se encaixam em uma estratégia geral é pensar em termos de servir os três pilares a seguir:

Compreensão, credibilidade e capacidade de entrega.

 

  • Compreensão – se você deseja que o Google recomende nosso conteúdo como a solução mais adequada para o problema de seus usuários, ele deve compreender de forma clara e precisa o que você está oferecendo. Ações como redação clara, adição de marcação de esquema e links de entrada relevantes servem ao propósito de ajudar o Google a entender e ter certeza de que entendeu corretamente o que você está oferecendo.
  • Credibilidade – se o Google entendeu que várias partes de conteúdo oferecem uma solução que traz um nível semelhante de valor para o usuário, ele recomendará aquela que considera mais confiável. Ações como melhorar o E-A-T, link building, links para fontes relevantes ajudam com sua credibilidade e a credibilidade de seu conteúdo.
  • Capacidade de entrega – o Google deseja recomendar conteúdo que forneça uma ótima experiência ao usuário – rápida, atraente, de ótima qualidade e no formato mais adequado de acordo com as necessidades específicas do usuário naquele momento (dispositivo de geolocalização, largura de banda, etc.). Ações como compatibilidade com dispositivos móveis, velocidade de download, uso de vídeos e texto em seu conteúdo ajudam a garantir que o Google considere seu conteúdo entregável.

 

Cada ação de SEO que você realizar servirá a um desses pilares.

Partilhe este Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

10 − two =